Infância Urgente

sábado, 9 de julho de 2011

Velha/Nova FEBEM/Fundação Casa 216

Estou escrevendo essa denúncia como todas as outras que tenho escrito aqui em meu blog, sei que meu blog é visto por diversas figuras que trabalham na instituição FEBEM e em outras que se dizem defensora de direitos humanos, mas mesmo que esses o façam , essa denuncia seguirá para os e-mails de diversos órgãos, desde entidades as estruturas oficiais , como Defensoria, Ministério Público e Poder Judiciário, além de está sendo encaminhado para entidades internacionais, logo ninguém poderá dizer que não está sabendo o que se passa na FEBEM, em especial a Unidade Internação-28 da Raposo Tavares.

As denuncias que aqui relato, são parciais, já que a infinidade de violações precisam ser mais aprofundadas e de dimensão muito maior que esse pequeno relato que aqui faço. Também essas informações, poderão ser comprovadas se algum órgão realmente tiver interesse em apurar com seriedade.

1-Desde o dia 18 os adolescentes que sofreram as torturas , não fizeram corpo de delito, ou estão fazendo de forma seletiva de forma que , os adolescentes que estão passando pelo exame, não apresentem marcas das torturas. Algumas das perícias tem sido feito na unidade, ou seja procedimento incorreto nesses casos visto que o órgão especializado é o instituto médico legal ou hospital que tenha essa referência em seus serviços;

2- Todas as vezes que ocorreram torturas, 5 vezes nesses últimos meses, a Corregedoria da FEBEM, foi ao local , fotografou os adolescentes machudados e a situação permanece inalterada;

3- Os familiares foram obrigados a assinar documento reconhecendo que os adolescentes agrediram os funcionários;

4- A diretora (Tânia) tem dito aos pais que GIR(Sic) podem torturar os adolescentes e nada acontecerá aos mesmos;

5- Os adolescentes no frio, tem dormido na Pedra(cama de cimento) saem colchão e sem cobertas;

6- Os adolescentes tem sido acordado 5 hrs. da manhã(na temperatura que está em Sp nos últimos dias) para tomar banho frio;

7_ Funcionários do GIR tem entrado permanentemente nas unidades para fazer tortura psicológica permanentemente;

8- Diretora(Tania) admite aos familiares que facas que foram levadas para lavrar Boletim de Ocorrência contra os adolescentes, não eram dos adolescentes;

9- Os adolescentes denunciam que a qualquer momento pode ser forjada uma situação contra eles e situação pior possa acontecer.

Todas essas denuncias podem ser comprovadas , basta querer de fato apurar!

Um comentário:

Michel disse...

Ate que emfim o governo esta fazendo algo de bom!